O combate à corrupção não está apenas com a Polícia Federal, Militar, Exercito, STF entre outros órgãos jurídicos, é necessário combater este ato ilegal no nosso dia a dia. A democracia é um sistema onde, nós cidadãos, elegemos os nossos ‘representantes’ via eleições periódicas. No primeiro artigo da Constituição Federal de 1988, paragrafo único está a seguinte frase:

“Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”

Quando um representante do povo é condenado por algum ato corrupto, ele está lesando a pátria, utilizando de seu cargo para obter vantagens colocando seus eleitores em segundo plano ou até esquecendo-se dos mesmos.  Uma extensa lista fora divulga com nomes de praticamente todas as siglas, deputados e senadores tiveram seus nomes citados por delatores, assistidos e ouvidos pelos telejornais traindo a nação. Em Outubro de 2016, o Fórum Econômico Mundial divulgou um ranking sobre os países mais corruptos do mundo com o Brasil ocupando a 4ª colocação (https://brasil.elpais.com/brasil/2016/10/03/internacional/1475517627_935822.html).  Nos últimos anos, diversos casos de corrupção foram descobertos (Mensalão e Petrolão) e por mais que alguns deles tenham sido julgados, os corruptos ainda estão degustando das vantagens. Vantagens estas adquirida com o sofrimento do povo.

É necessária uma punição mais severa para corruptos e corruptores, todo patrimônio alcançado utilizando da influência do cargo deve ser confiscado e devolvido em prol da nação.É por isso que, eu Danilo Rocha, criei no site do Senado esta proposta e conto com a sua assinatura e seu compartilhamento para chegarmos aos 20 mil e colocar em discussão na comissão do Senado. E com pressão, tornar este projeto em lei!

https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=83012