Um homem foi assassinado no fim da tarde deste sábado enquanto acompanhava uma carreata de apoiadores do candidato à Presidência da República Fernando Haddad (PT), na cidade de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza. A vítima foi identificada como Charlione Lessa Albuquerque, de 23 anos. De acordo com informações do G1, o jovem participava da carreata quando um homem emparelhou um veículo Gol de cor branca junto ao carro da vítima, efetuou pelo menos três disparos de arma de fogo e fugiu em seguida.

Charlione Lessa tinha 23 anos Foto: Reprodução/Facebook

Nas redes sociais, Haddad lamentou o episódio. “É inadmissível o assassinato de um jovem, Charlione Lessa Albuquerque, que participava de carreata da minha campanha em Pacajus. Ele estava no carro com a mãe celebrando a democracia e acabou morto. É preciso apuração e punição rápida. À família, toda minha solidariedade”, postou o candidato.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública do Ceará informou que equipes da Polícia Militar estadual (PMCE) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) estão em diligências, com o objetivo de localizar e capturar o autor do crime. O jovem, que não possuía antecedentes criminais, chegou a ser levado para o hospital da região mas não resistiu. A Perícia Forense do Ceará fez a perícia no local.

O jovem trabalhava como servente de pedreiro e é filho de Maria Regina Lessa, secretária da Mulher Trabalhadora da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Vestuário (CNTRV) da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Em nota divulgada, a instituição exige das autoridades a rápida prisão do assassino.

“Na oportunidade, expressamos, nesse triste momento de dor e perda, a total solidariedade do conjunto de dirigentes e militantes do ramo vestuário da CUT”, diz um trecho da nota.

Fonte: Extra