A superfície terrestre é coberta em maior parte pelos oceanos. Isso significa que muitos acontecimentos históricos ocorreram sobre as águas marinhas, especialmente após o período das grandes navegações. Em outras palavras, diversos tesouros do passado da nossa civilização estão submersos nas profundezas dos mares, esperando para serem descobertos!

Abaixo, será mostrado uma lista de fotografias realizadas pelo fotógrafo britânico Steve Jones, dando um pequeno vislumbre das maravilhas históricas repousadas no solo oceânico.

1. Aqui temos os destroços da Fortaleza Voadora B-17G, aeronave que foi atingida por ataque de artilharia anti-aérea durante a Segunda Guerra Mundial na ilha de Vis, na Croácia. A queda ocorreu em 1944, matando o piloto, Ernest Vienneau.

2. Já nessa foto temos o Super Dreadnought HMS Audacious, o primeiro Navio de Guerra perdido pelo Reino Unido na Primeira Guerra Mundial.

3. A torre do submarino britânico HMS Stubborn, o qual foi danificado em 1946 em Malta, após servir durante a Segunda Guerra Mundial.

4. Interior do navio de carga Giannis D, construído pela Companhia de Cais Kuryshima de Imabari, no Japão, em 1969. Sua última viagem começou em Rijeka, Iuguslávia, em Abril de 1983, até perder o curso e acabar naufragando ao entrar no Mar Vermelho, no Egito.

5. Uma motocicleta britânica BSA M20, da época da Segunda Guerra Mundial, repousada na região de Thistlegorm, Egito, no Mar Vermelho.

6. O navio a vapor alemão SS Hornstein, naufragado no Mar Báltico em 1905.

7. A embarcação de resgate de submarinos, Kittiwake, afundado na região do Grand Cayman, no Caribe, após ser descomissionado em 30 de Setembro de 1994. Durante seu tempo de serviço, realizou diversos resgates de sucesso.

8. O navio de carga norte-americano Eber Ward, feito a base de madeira e que afundou em 1909, no estreito de Mackinac.

9. O Dragonera foi um grande navio que afundou na década de 1990, sendo hoje uma grande atração turística. Está localizado na região marítima de Tarragona, na Espanha.

10. O Chisoula K é um navio de carga que afundou no Mar Vermelho na década de 1980, após colidir com um recife de corais. Hoje é rota frequente de grandes cardumes de peixes…:)

ETIQUETA DOS EXPLORADORES DE DESTROÇOS

Aqui, também é interessante conhecer o código marítimo seguido pelos mergulhadores que se aventuram pelos mares resgatando a história engolida pelas águas salgadas. Se você ficou inspirado pelas fotografias e resolver futuramente se aventurar nessa área, já fique informado:

– Respeite os túmulos de guerra: Trate os destroços no mar com o mesmo respeito que você trataria um cemitério.
– Respeite o ambiente em volta e no interior dos destroços: Trate com cuidado a natureza no local sendo explorado e o espaço em geral. Distúrbios nesses locais também podem ser perigosos, já que destroços podem conter cargas nocivas ou mesmo munições ainda funcionais.
– Respeite o futuro: Tire apenas fotos, não fique pegando pedaços ou “lembrancinhas” dos destroços.
– Respeite nossa história: Se você encontrar qualquer coisa nova, informe às autoridades responsáveis.
– Respeite você mesmo: Garanta que você esteja bem treinado antes de explorar o fundo oceânico.
– Respeite a lei: Saiba e cumpra as leis marítimas em geral.

Referências:
1.http://www.bbc.com/earth/story/20170404-divers-mesmerising-images-of-wrecks
2.http://www.redseawreckproject.com/2013/08/19/giannis-d/
3.http://www.scubadiving.com/history-grand-cayman-kittiwake-shipwreck#page-3
4. file:///F:/Our%20Blue%20Planet/Respect_our_wrecks-3(1).pdf