Josef Mengele foi um conhecido médico nazista, que tomou fama por conta de seus experimentos extremamente aterrorizantes. Uma obsessão dele certamente eram os gêmeos, e Mengele rapidamente chegava ao campo de concentração de Auschwitz, na Polônia, e se encarregava de dar ordens para os soldados separarem irmãos como seus prisioneiros – era aí que a tortura começava.

Não apenas aos gêmeos, porém sua crueldade se estendia à várias pessoas. Conheça 8 experimentos verdadeiramente assustadores e cruéis do nazista Josef Mengele e veja se terá coragem de ler essa matéria até o final:

8 – Implantes bizarros

Era comum que Mengele implantasse partes do corpo de uma pessoa em locais extremamente inusitados, como dedos nos braços, um pé costurado nas costas, entre muitos outros. Porém, isso é fichinha perto do que vem por aí:

7 – Tinta nos olhos

Mengele injetava tinta nos olhos dos gêmeos para verificar se as características humanas eram genéticas e se elas poderiam ser modificadas. Através da injeção de tinta ele mudava a cor da íris e a maioria das vítimas ficavam cegas.

Quando o ser utilizado para o experimento não era mais útil ele simplesmente matava essa pessoa e arrancava os olhos para expor na parede.

6 – Um pedido macabro

Mengele pedia para os pequenos gêmeos que capturava o chamassem de “titio”. Ele abraçava as crianças para arrastá-las a uma jaula, onde seriam presas para fins de estudo.

Diariamente ele extraia sangue das criancinhas e injetava no irmão para observar as reações, que consistia em dores severas de cabeça e febre alta por dias seguidos que resultavam em morte.

5 – Morte simultânea

Outra coisa que chamava muito a atenção deste homem macabro era causar a morte simultânea entre gêmeos. Para que isso acontecesse, ele injetava clorofórmio no coração de ambos, a fim de que o sangue coagulassem e os batimentos cessassem.

Após a morte ele abria as vítimas e verificava se havia alguma alteração no coração delas. Em outras crianças ele apenas as abria e retirava os órgãos delas ainda vivas.

4 – Experimentos com mulheres grávidas

Mengele adorava gêmeos, mas seus experimentos não se restringiam somente a eles. Ele também tinha preferência por anões e gestantes.

Para avaliar o tempo em que um bebê demorava para morrer de fome, ele obrigava a mãe tampar os seios com fita adesiva.  As enfermeiras de Mengele achavam o experimento cruel e com isso contrabandeavam medicamentos para que a mãe ministrasse e assim evitasse o sofrimento do bebê com uma morte mais rápida.

3 – Siameses artificiais

Tito e Nino foram gêmeos levados pelos soldados até Mengele, porém um deles tinha um desvio grandes nas costas que o deixava corcunda. Após retornarem ao campo de concentração, estavam em uma condição lastimável: Mengele os costurou nos pulsos e nas costas, unindo órgãos tecidos me uma tentativa macabra de produzir irmãos siameses. Os membros das crianças gangrenaram e logo eles faleceram.

2 – Sexo entre irmãos

Por incrível que pareça Mengele queria aumentar o número de gêmeos na população, porém para a raça considerada ariana e pura.

No campo de concentração ele obrigava as irmãs gêmeas terem relações sexuais com outros irmãos gêmeos e caso um casal gêmeo de irmãos fosse encontrado, também eram obrigados a terem relações entre si.

1 – Avaliar reações

Mengele muitas vezes injetava vírus em um irmão para simplesmente ver a reação do outro. Ele fazia isso frequentemente com agentes causadores de tifo e tuberculose.

O homem certa vez trocou de sexo de um irmão apenas para ver como o outro reagiria a esse respeito.


Fonte: Mundo Estranho